ATENÇÃO, TEM UM TAL DE MADRUGA USANDO O NOME DESSE BLOG SEM PERMISSÃO, NÃO ME RESPONSABILIZO POR QUAISQUER ATOS COMETIDOS POR ESSE CIDADÃO!

Seguidores

sexta-feira, 25 de março de 2016

Guardas Municipais se manifestaram em frente ao prédio da prefeitura de Foz do Iguaçu - PR.

Guardas municipais reivindicam restruturação do Plano de Carreira e reajuste salarial


Servidores da Guarda Municipal se manifestaram em frente ao prédio da prefeitura de Foz do Iguaçu, na manhã desta quinta-feira (24), reivindicando restruturação do Plano de Carreira e reajuste do salários. Os guardas também pedem abertura de concurso público para aumentar o efetivo do pelotão e melhores condições de trabalho.

Em 2013, o executivo municipal se comprometeu a dar um reajuste de 24%, pagos em oito parcelas de 3%, até 2015. Porém. até agora foram pagos quatro parcelas. Marcelo Arruda, diretor do Sindicato dos Servidores Municipais (Sismufi), informou que o salário inicial de um guarda municipal é R$ 1,400, porém, hoje não há nenhum servidor da GM com menor de seis anos da carreira. Os salários são reajustados anualmente.

O prefeito Reni Pereira disse que a reivindicação é justa, porém o orçamento aprovado no ano passado não se realizou, devido a baixa na arrecadação. “O país vive uma crise e Foz do Iguaçu não é diferente. Vamos aplicar quando a situação melhorar”, ressaltou.

Extraido de : http://www.radioculturafoz.com.br/guardas-municipal-reivindicam-restruturacao-do-plano-de-carreira-e-reajuste-salarial/#.VvXBvKcrKCi

quinta-feira, 24 de março de 2016

24º ANIVERSÁRIO DA GUARDA MUNICIPAL de Novo Hamburdo-RS.

ATIVIDADES MARCAM O 24º ANIVERSÁRIO DA GUARDA MUNICIPAL

video

A Guarda Municipal de Novo Hamburgo segue com a programação em comemoração ao aniversário de 24 anos da corporação. Na tarde de terça-feira, 22 de março, foi realizada uma blitz educativa com a distribuição de kits com material sobre trânsito. A iniciativa busca alertar os condutores, além de estimular a educação e o respeito no trânsito. Durante as abordagens os motoristas receberam material informativo com dicas de trânsito, reforçando o uso do cinto e o respeito a faixa de pedestre.

A ação na Rua Guia Lopes, em frente a Escola Municipal de Ensino Fundamental Guilherme Gaelzer Neto, contou com a participação do secretário de Segurança e Mobilidade Urbana, Egon Kirchheim, da diretora de Trânsito, Regina Soares, e do subcomandante da Guarda Municipal, o inspetor Erlinio Botega, e de alunos da escola.

Inauguração do estande de tiro

Mais uma vez, de forma pioneira, a Guarda Municipal de Novo Hamburgo, segunda maior do Estado, dá um importante passo para a qualificação da corporação em benefício da segurança de toda a comunidade. No dia 23 de março, às 9 horas, será realizada a entrega do estande de tiros da Guarda Municipal de Novo Hamburgo. “O novo equipamento é um grande avanço para o grupamento, que, a partir da inauguração, vai poder efetuar seus treinamentos na própria sede em um espaço qualificado”, salienta o prefeito Luis Lauermann. O estande construído pelos próprios agentes, com materiais reutilizados e doados pela comunidade, fica no subsolo da sede da corporação, no bairro Pátria Nova. O estande também vai poder ser usado para capacitação de agentes de outras corporações.

Apito de Ouro

Na quinta-feira, 24 de março, ocorre a 6ª edição do tradicional concurso Apito de Ouro, na Rua Bento Gonçalves, esquina com a sede da Guarda Municipal. Na ocasião também será realizada a 2ª edição do Concurso Apito de Ouro - Etapa Municípios e Estado. O prêmio, um apito dourado, será entregue para o guarda que melhor executar o controle de fluxo de trânsito em uma via da cidade. A ação será realizada a partir das 10 horas, no cruzamento da Rua Bento Gonçalves, junto a sede da Guarda Municipal. Além da capacidade de organização do tráfego, no concurso também serão avaliados itens como a postura e o estado da farda de cada agente. Ao todo, dez guardas participarão da atividade. Cada um deles terá pouco mais de 5 minutos para mostrar desempenho, que será avaliado por uma comissão.


 Extraido do site:
http://guardamunicipal.novohamburgo.rs.gov.br/modules/noticias_an/

article.php?storyid=68254



quarta-feira, 23 de março de 2016

Cachoeirinha participa de seminário da Granpal




O vice-prefeito Gilso Nunes e diversos secretários e técnicos do Governo Municipal participaram nesta quarta-feira, 16, do Seminário Granpal – Ideias para uma vida melhor nas cidades, promovido pela Associação dos Municípios da Grande Porto Alegre (Granpal). O evento, organizado em parceria com a Rádio Gaúcha, tem como objetivo a troca de experiências nacionais e internacionais com apresentação de boas práticas que permitam desenvolver e aprimorar a gestão nas cidades.
Para Gilso Nunes, assuntos importantes para o município estão sendo debatidos, como infraestrutura e concessões privadas, desafios e caminhos para modernização das cidades, e segurança pública. Durante à tarde, os painéis vão tratar de meio ambiente e o desafio dos resíduos sólidos, além da prevenção de cheia nas bacias hidrográficas Sinos, Gravataí e Delta do Jacuí, entre outros. "São temas que nos interessam bastante e que tem sintonia com as questões que enfrentamos aqui no nosso município, como o acesso à Cachoeirinha, a segurança pública, a gestão dos resíduos, tudo isso faz parte do nosso cotidiano", revelou o vice-prefeito.

Extraido de:
http://www.cachoeirinha.rs.gov.br/portal/index.php/noticias/item/2875-cachoeirinha-participa-de-semin%C3%A1rio-da-granpal

Isenção de tarifa no transporte coletivo intermunicipal a policiais militares e civis em SP.


A Comissão de Transportes e Comunicações da Assembleia Legislativa, que foi presidida pelo Deputado Orlando Morando, aprovou, ontem à tarde, o Projeto de Lei 943/2015, de autoria do Deputado Estadual Coronel Camilo (PSD-SP), que permite ao Poder Executivo isenção de tarifa no transporte coletivo intermunicipal a policiais militares e civis.
  
A reunião foi realizada no Plenário Tiradentes. Segundo o Deputado Camilo, o PL já havia passado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e agora vai tramitar na Comissão de Finanças. Após esse processo, o PL segue para a chamada "ordem do dia'' no Plenário para que, futuramente, passe por votação.

Para o deputado, muitos policiais militares precisam se deslocar de sua residência ao local de trabalho, que não raras vezes, fica em outro Município. Alguns também evitam utilizar o transporte público fardado, pois isso pode comprometer a sua segurança. Há casos em que o policial só consegue embarcar diante da boa vontade de motoristas que lhes dão carona ao local de serviço. "O projeto visa dar dignidade ao policial", diz Camilo.

http://www.coronelcamilo.com.br/#!Libera%E7%E3o-de-transporte-intermunicipal-para-policiais-%E9-aprovado-em-Comiss%E3o-da-Assembleia/cjds/56cdc84b0cf2836ff5d70a3a

terça-feira, 22 de março de 2016

Começou o processo de armamento da Guarda Municipal de Cachoeirinha-RS.


CONVÊNIO QUE ENTRE SI CELEBRAM A PREFEITURA DE CACHOEIRINHA/RS, POR INTERMÉDIO DA SUA SECRETARIA DE SEGURANÇA E O MINISTÉRIO DA JUSTIÇA, POR INTERMÉDIO DA SUPERINTENDENCIA REGIONAL DO DEPARTAMENTO DE POLICIA FEDERAL NO RIO GRANDE DO SUL, PARA OS FINS QUE ESPECIFICA. (Processo nº 08430.018033/2015-42) A SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DO DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL NO RIO GRANDE DO SUL, inscrito no CNPJ nº 00.394.494/0037-47, com sede na Av. Ipiranga, 1365, Bairro Azenha, CEP 90.160-093, Porto Alegre – RS, representada pelo Superintendente Regional da Policia Federal no Rio Grande do Sul – SR/DPF/RS, Delegado de Polícia Federal ELTON ROBERTO MANZKE, brasileiro, casado, domiciliado no endereço supracitado, RG nº 9036644732 SSP/RS, CPF nº 53518080059, e de outro lado, o MUNICÍPIO DE CACHOEIRINHA, por intermédio da PREFEITURA, inscrito no CNPJ sob o nº 87.990.800/0001-85, com sede na Avenida João Batista de Souza Soares, nº 130, Vila Eunice Velha, CACHOEIRINHA-RS, CEP 94.920-100, representado pelo seu Prefeito, designado pelo Termo de Posse s/n, datado de 01 de janeiro de 2013, Sr. LUIZ VICENTE DA CUNHA PIRES, brasileiro, casado, servidor público, inscrito no CPF sob o nº 377.614.63034, com interveniência do Senhor secretário Municipal de Segurança JOÃO PAULO MARTINS, residente e domiciliado à Avenida João Batista de Souza, nº 120, AP. 402 Bairro Eunice, CACHOEIRINHA-RS portador da Cédula de Identidade RG nº 1009027309 SSP/RS e do CPF nº 210.072.170-49, com sujeição ao Art. 116 da Lei nº 8.666/93 de 21/06/1993 e suas alterações posteriores e princípios que regem a Administração Pública e demais normas pertinentes, constantes do Processo nº 08430.018033/2015-42 resolvem celebrar o presente Convênio, mediante as cláusulas e condições seguintes: CLÁUSULA PRIMEIRA – DO OBJETO O presente Convênio tem por objeto a parceria entre a SR/DPF/RS e a PREFEITURA DE CACHOERINHA/RS, para concessão de porte de arma de fogo aos integrantes da Guarda Municipal de CACHOEIRINHA – RS, em conformidade com os dispositivos legais contidos no artigo 6º, III, IV e § 7º da lei nº 10.826/03 (Estatuto do Desarmamento) c/c artigo 40 e seguintes do Decreto nº 5123/04. SUBCLÁUSULA PRIMEIRA – Os procedimentos visando à consecução do objeto deste Acordo serão promovidos conjuntamente e em consonância com os representantes das partes. SUBCLÁUSULA SEGUNDA – A PREFEITURA apresentará um Plano de Ação/Metas como parte dos procedimentos citados no parágrafo anterior, que inclusive será assinado por ambos os partícipes. SUBCLÁUSULA TERCEIRA – O porte de arma de fogo será concedido conforme a Instrução Normativa n° 23/2005-DG/DPF ou outro normativo interno que venha a substituí-la, condicionado ao cumprimento das determinações previstas no artigo 43 do Decreto nº. 5.123/04, sob pena de revogação do respectivo porte. CLÁUSULA SEGUNDA – DA DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA Para a execução das atividades previstas neste Acordo de Cooperação, não haverá repasse de recursos entre as partes. Página 5 de 9 Prefeitura Municipal de Cachoeirinha Ano III – Edição 657ª Quarta-feira, 06 de janeiro de 2016 CLÁUSULA TERCEIRA – DOS COMPROMISSOS: I – A PREFEITURA, por intermédio da GUARDA MUNICIPAL, obriga-se a: Informar SR/DPF/RS o número de Guardas Municipais de CACHOEIRINHA a serem atendidos, com informações dos seguintes dados pessoais: nome completo, RG e CPF, além de demais documentos entendidos pertinentes em razão de normativos da Polícia Federal; Realizar curso de formação dos profissionais da Guarda Municipal nomeados em concurso público comprovando possuir autorização para realização de curso de formação funcional dos Guardas Municipais, segundo a Matriz Curricular aprovada pela Secretaria Nacional de Segurança Pública; e da realização desse curso, com apresentação da lista dos aprovados. Realizar treinamento técnico para o porte de arma de fogo dos profissionais da Guarda Municipal, de no mínimo 60 horas, para armas de repetição, e 100 horas para armas semiautomáticas, com a apresentação da lista dos aprovados; Realizar teste de capacidade psicológica a cada dois anos; Manter os registros das armas de fogo em dia; Submeter à análise da SR/DPF/RS qualquer alteração no Plano de Ação/Metas proposto; Emitir a carteira de identidade funcional do guarda municipal com os seguintes dizeres, após a autorização formal do Superintendente Regional do DPF em ou do Chefe da DELEAQ/DREX/SR/DPF/RS: “O portador deste documento tem direito a portar arma de fogo de propriedade da Guarda Municipal de CACHOEIRINHA, nos limites do município, em serviço, devidamente acompanhada do certificado de registro.” II – A SR/DPF/RS se compromete a: Receber e verificar a documentação necessária para o cadastramento relativo à concessão de porte de arma de fogo aos Guardas Municipais de CACHOEIRINHA pela Prefeitura Municipal de CACHOEIRINHA perante o Sistema Nacional de Armas (SINARM); Avaliar e decidir a respeito da aprovação do plano de trabalho apresentado pela Prefeitura Municipal de CACHOEIRINHA; Proceder à fiscalização na execução do Plano de Trabalho em conjunto com um servidor da Guarda Municipal de CACHOEIRINHA; Fornecer informações técnicas a respeito do processo de concessão de porte de arma de fogo e registro; Enviar à PREFEITURA, o número do SINARM relativo ao porte de arma de fogo concedido a cada Guarda Municipal de CACHOEIRINHA para que conste na carteira funcional do profissional; Decidir e comunicar a respeito do indeferimento de qualquer pedido de concessão de porte de arma de fogo, concedido para cada guarda municipal, a fim de que conste na carteira de identidade funcional dele; Acompanhar a execução das ações deste Convênio através de fiscal nomeado no Plano de Trabalho; Página 6 de 9 Prefeitura Municipal de Cachoeirinha Ano III – Edição 657ª Quarta-feira, 06 de janeiro de 2016 CLÁUSULA QUARTA – DO VÍNCULO DE PESSOAL Não se estabelecerá, por conta do presente Termo, nenhum vínculo de natureza trabalhista, funcional ou securitária entre os partícipes ou com seus funcionários. CLÁUSULA QUINTA – DO SIGILO Os partícipes se obrigam a manter sigilo das ações executadas em parceria, utilizando os dados passíveis de acesso somente nas atividades que, em virtude de lei, lhes compete exercer, não podendo, de qualquer forma, direta ou indiretamente, dar conhecimento a terceiros das informações trocadas entre si ou geradas no âmbito deste Convênio. SUBCLÁUSULA ÚNICA – Os responsáveis pela indevida divulgação de informações, após formalmente identificados, responderão pelos danos que porventura causarem, sem prejuízo das sanções criminais e administrativas aplicáveis à espécie. CLÁUSULA SEXTA – DA RESERVA DE COMPETÊNCIA Os partícipes desde já acordam que o DPF não disponibilizará informações protegidas pelo sigilo previsto no art. 20 do Código de Processo Penal. CLÁUSULA SÉTIMA – DO PRAZO DE VIGÊNCIA O prazo de vigência deste instrumento é de 60 (sessenta) meses, contados a partir da data de publicação, podendo ser prorrogado por acordo das partes, mediante Acordo Aditivo, antes do término da vigência, por igual período. CLÁUSULA OITAVA – DA EXECUÇÃO DO CONVÊNIO O presente Convênio deverá ser executado fielmente pelos partícipes, de acordo com as Cláusulas pactuadas e a legislação pertinente, respondendo cada um pelas consequências de sua inexecução total ou parcial, inclusive com apuração cível, administrativa e criminal. SUBCLÁUSULA ÚNICA – Caso necessário, as iniciativas de cooperação decorrentes deste Convênio que requeiram formalização terão suas linhas básicas, atividades e ações consistidas, especificadas e implementadas por meio de Protocolos de Execução, tantos quantos forem necessários, ou, caso haja necessidade de ajuste de transferência de crédito, por meio de Termo de Execução Descentralizada, conforme disposto na Portaria Interministerial – MP/MF/CGU nº 507, de 24 de novembro de 2011. CLÁUSULA NONA – DA ALTERAÇÃO E RESILIÇÃO Este Convênio poderá ser alterado, exceto no tocante ao seu objeto e ao disposto na Cláusula “Da Reserva de Competência”, a qualquer tempo, mediante Termo Aditivo, bem como resilido, por conveniência administrativa, mediante notificação por escrito, com antecedência de 30 (trinta) dias, reputando-se extinto o Instrumento com o decurso do referido prazo, contado do recebimento da comunicação. CLÁUSULA DÉCIMA – DA DENÚNCIA E DA RESCISÃO O presente Convênio poderá ser denunciado, por escrito, a qualquer tempo, unilateralmente mediante comunicação por escrito com antecedência mínima de 30 (trinta) dias, ou rescindido de comum acordo entre os partícipes, ou ainda, por inadimplemento de quaisquer de suas cláusulas ou condições, ou pela superveniência de norma legal ou de fato que o torne material ou formalmente inexecutável, sem qualquer ônus advindo dessa medida, imputando-se às partes as responsabilidades das obrigações decorrentes do prazo em que tenha vigido. Página 7 de 9 Prefeitura Municipal de Cachoeirinha Ano III – Edição 657ª Quarta-feira, 06 de janeiro de 2016 CLÁUSULA DÉCIMA PRIMEIRA – DAS DECISÕES NULAS DE PLENO DIREITO Será nula de pleno direito toda e qualquer medida ou decisão, no que concerne ao presente Convênio, que contrarie o disposto nos estatutos, regimentos e demais atos normativos dos partícipes. CLÁUSULA DÉCIMA SEGUNDA – DA PUBLICAÇÃO A Prefeitura de CACHOEIRINHA providenciará como condição de eficácia e vigência, a publicação deste Convênio, em extrato, no Diário Oficial do Município, conforme disposto no Art. 61, parágrafo único da Lei nº 8.666/93 e Normas Estaduais. A Prefeitura providenciará ainda, por sua conta, a publicação deste instrumento, em forma de extrato no Diário Oficial da União, Seção 3. CLÁUSULA DÉCIMA TERCEIRA – DA DIVULGAÇÃO Quaisquer solicitações de divulgação na mídia deverão ser dirigidas à contraparte, obtendo-se prévia aprovação quanto ao conteúdo a ser veiculado e a correta utilização das marcas dos partícipes. CLÁUSULA DÉCIMA QUINTA – GERENCIAMENTO E FISCALIZAÇÃO: As partes designarão um servidor, através do Plano de Trabalho, para fiscalizar e gerenciar a execução do presente Acordo. CLÁUSULA DÉCIMA SEXTA – DOS CASOS OMISSOS Os casos omissos no presente ajuste serão supridos de comum acordo entre os partícipes, podendo ser firmados, se necessário, Termos Aditivos que farão parte integrante deste instrumento, na forma do disposto na Cláusula Nona. SUBCLÁUSULA PRIMEIRA – As dúvidas e questões divergentes oriundas do presente Instrumento, bem como do Plano de Trabalho e, se for o caso, dos Protocolos de Execução ou Termos de Cooperação, serão dirimidas administrativamente pelos partícipes. SUBCLÁUSULA SEGUNDA – Caso não se chegue a um entendimento convergente, os partícipes deverão requerer a instalação de Câmara de Conciliação e Arbitragem da Administração Federal à Advocacia Geral da União, nos termos estabelecidos no Decreto n° 7.392, de 13 de dezembro de 2010. CLÁUSULA DÉCIMA SÉTIMA – DO FORO Fica eleito o Foro da Justiça Federal - Seção Judiciária do Estado do Rio Grande do Sul, Porto AlegreRS, com renúncia de qualquer outro, por mais privilegiado que seja, para dirimir toda e qualquer dúvida da execução deste Instrumento. E por estarem assim, justos e acordados, firmaram o presente instrumento em 02 (duas) vias de igual teor e forma, na presença das testemunhas abaixo


Extraido de:
http://www.cachoeirinha.rs.gov.br/portal/attachments/article/1874/06-01-2016.pdf

Vai começar o curso de tiro da Guarda Muncipal de Cachoeirinha-RS, ministrado pela policia civil gaúcha.



Nesta quinta-feira,17/03, se reuniram na Acadepolrs com delegado Rafael, responsável pela diretoria de ensino, o Secretário de Segurança do Município, delegado João Paulo Martins, o Corregedor da Guarda Municipal, Francisco Carlos Junior, o Comandante da Guarda Municipal, Marcos Soldatelli e os Diretores Denilson luz e Antonio paz. Após discussão de todos entraves burocráticos dos termos de convênio entre Estado e Município, restou positivo o plano de aula para 2 turmas iniciais de 20 guardas com 3 aulas por semana. A carga horária do curso será de 130h contando treinamento com pistola .380 e cal. 12.

A previsão é que no prazo de 90 dias já tenhamos a primeira turma formada e em seguida iniciando a segunda turma.

Extraido de:
https://www.facebook.com/gmcachoeirinha/photos/ms.c.eJwzNDOwNDayMLQ
0MjMyNjAw1TOECBgZQARMEAKWRhaWZuYGAP~_eCg4~-.bps.a.1609328175
956340.1073742551.1395115744044252/1609328192623005/?type=3&theater


Centro de Treinamento e Condicionamento Físico da Guarda Municipal de Cachoeirinha.

Governo Municipal entrega Academia da Guarda




O Governo Municipal inaugurou na tarde desta quinta-feira, 19, o novo Centro de Treinamento e Condicionamento Físico da Guarda Municipal de Cachoeirinha. O prédio fica atrás do Quartel da Guarda, na esquina das avenidas Fernando Ferrari e Frederico Ritter.

Na solenidade de inauguração, o Prefeito Vicente Pires ressaltou o investimento financeiro da Prefeitura para a realização do empreendimento: "Através do Pronasci (Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania), o Governo Federal repassou R$ 81,5 mil para aquisição dos equipamentos, mas o Governo Municipal investiu R$ 370 mil na obra. É importante destacar que este investimento significa a continuidade de uma política pública. Quando se faz uma pesquisa de opinião para saber qual a maior demanda da população, é a Segurança Pública que aparece. Temos a consciência tranquila de que estamos fazendo o nosso melhor pela população e nossos servidores".

O secretário municipal de Segurança (SMSEG) João Paulo Martins salientou: "não é apenas uma conquista para a Guarda Municipal, mas para toda a sociedade que vai contar com servidores mais qualificados, motivados, o que vai reverter no benefício de todos". O vereador Marco Barbosa, titular da Comissão Municipal de Segurança Pública, falou que a aquisição da Academia da Guarda contribui com a evolução e a profissionalização do órgão. "É um investimento necessário para que possamos avançar. É uma profissão diferenciada, que exige treinamento físico", completou.

Na oportunidade, o Prefeito Vicente revelou que a Guarda Municipal também se prepara para utilizar armamento. "É uma implementação que está sendo feita com responsabilidade e planejamento, com o objetivo de trazer mais segurança para a cidade, que sofre com a criminalidade", disse.
Estiveram presentes também representantes da Brigada Militar, do Corpo de Bombeiros, da Polícia Civil, da Cruz Vermelha, secretários e vereadores municipais.
Academia da Guarda - O prédio do Centro de Treinamento e Condicionamento Físico da Guarda Municipal tem 240m² de área total, dividida em dois pavimentos. Servirá para que para os agentes reforcem a preparação física e participem de atividades como defesa pessoal e artes marciais em turno inverso ao do expediente. Conforme o Guarda Municipal e professor de Educação Física Rudimar Silveira, são 30 equipamentos para exercícios aeróbicos e anaeróbicos, servindo para musculação e preparação cardiomuscular, e um tatame.


Reportagem do site:
http://www.cachoeirinha.rs.gov.br/portal/index.php/noticias/item/2748-governo-municipal-entrega-academia-da-guarda 
19 NOVEMBRO 2015